6 de dezembro de 2015

Machismo (Uma verdade assustadora)

Machismo (Placcido)

Eu, em meu humilde conhecimento sobre o mundo, fico me perguntando, por quê razão algumas pessoas ainda acreditam que o machismo não existe? Esse post não me respondeu essa pergunta.

O machismo pode ser entendido como a forma de opressão na maioria das vezes cometida pelo homem sobre a mulher, é uma violência, sutil ou forte, física ou psicológica. Mas não é só isso, homens também sofrem com o machismo e ele também pode ser praticado por mulheres, o machismo pode ainda afetar outros gêneros, como os homossexuais, pois ditam regras do que significa ser homem, de forma que pode se tornar até submissora. O machismo é um mal social, em que todos os gêneros são prejudicados, no entanto, é fácil perceber que um lado sofre bem mais com esse problema. 

É importante lembrar que muitos praticam o machismo em sua forma mais sutil sem nem mesmo saber que o está praticando, isso por que o machismo se tornou tão incrementado na sociedade atual que se tornou naturalizado, e é por essa razão também que é tão complicado de ser combatido. 

Outro dia um colega me falou que o machismo é só uma visão distorcida dos fatos, me deu um exemplo: nas empresas formais, mulheres geralmente tem mais liberdade com roupas do que os homens, que são obrigado a ficarem naqueles ternos superquentes, vejam só que sofrimento! Mal sabe meu amigo que na verdade as roupas femininas são mais soltas novamente por causa do machismo, que até em instituições formais valorizavam decotes e saias das quais suas empregadas deveriam mostrar as pernas e seus bustos, para prazer próprio, uma supervalorização desenfreada da beleza feminina. (Felizmente, apesar de ainda existir, essa ideia aparentemente tem diminuído, ou será que não?).

Meu amigo me falou também do por que as feministas não lutarem por serviço militar obrigatório, como acontecem com os homens, mal sabe ele também que isso é inversão de responsabilidade, ou no mínimo um argumento falacioso. Não seria mais lógico nós homens lutarmos por esse direito, o de não ser mais obrigatório?

Como na maioria dos meus posts, gosto de informar o quanto as pessoas se apegam a premissas básicas para apoiar um lado, e essa ignorância de informações a coloca quase sempre onde não gostariam de estar, por exemplo: O Machismo pode ser entendido como a supervalorização de características masculinas em detrimento das femininas, e o contrário disso? Feminismo você pensou? Não se engane, o inverso disso é Femismo, mulheres com essa ideologia é que querem que as próprias sejam superioras a você, mas bem, eu ainda não conheci nenhuma. Talvez, e só talvez, o termo "feminismo" não seja bem adequado para a causa das próprias, isso por que, para a pessoa que já está concretada com os ideais machistas, enxerga logo no termo uma tentativa de valorização feminina em detrimento do homem, quando na verdade, sabemos que não é bem assim. Vejo uma parcela quase total da população comum confundir os termos ou as ideologias, o que é natural de certa forma, no entanto, basta pesquisar um pouco antes de tentar defender uma ideia e você não fará confusões.

A violência contra a mulher é tão comum que as estatísticas são simplesmente de assustar! veja:

- 48% das mulheres agredidas declaram que a violência aconteceu em sua própria residência; no caso dos homens, apenas 14% foram agredidos no interior de suas casas (PNAD/IBGE, 2009).

- 3 em cada 5 mulheres jovens já sofreram violência em relacionamentos, aponta pesquisa realizada pelo Instituto Avon em parceria com o Data Popular (nov/2014).

Veja mais em: Compromisso e atitude

Se você der uma leve pesquisada vai encontrar várias informações desse estilo.

O machismo também tem base religiosa (adorei em especial esclarecer esse parágrafo). O patriarcado religioso faz com que tenhamos apenas papas e bispos (machos), que a ideia de Deus seja masculina, que Adão tenha sido feito primeiro e a mulher veio para não lhe deixar entediado, que numa passagem um homem pode dar suas filhas para serem estupradas, que homens podem casar com muitas, que adulteras são apedrejadas, que a mulher deve ficar calada enquanto o homem fala... Melhor parar por aqui se não, não acabarei nunca. (Não vou citar as passagens por que não estou afim, leia melhor seu livro imaginário, obrigado).

Além da religião, o machismo, por mais que muitos não achem, está impregnado em praticamente todos os âmbitos da sociedade, como na política, nas universidades, na mídia... 

Existe ainda o fato em que se vitimizam as mulheres, ou a colocam num lugar de desprestígio ou humilhação. Vai dizer que você nunca ouviu frases clássicas como: “Foi estuprada por que quis, por que estava vestida assim? ”. “Por que não se cuidou, ficou andando de madrugada na rua, aí vai ser estuprada mesmo”. “Fica com esse cara por que quer, tem que apanhar mesmo!”. “Ela diz não, mas na verdade ela quer sim”. “Vai lavar uma louça! ”. “Deve ser mulher! (Quando fazem algo errado no trânsito) ”. Todas essas frases são machistas, que culpam as vítimas, ou que inferiorizam pessoas por sua condição feminina, simples preconceito. Lembrem-se pessoas, o estuprador é o único culpado pelo estupro, parece fácil não? 

Esse assunto é extenso, e acho que poderia citar muito mais exemplos, falar de muito mais situações, mas aí já seria texto demais para um post só.

Por fim, uma coisa que alguns homens (e algumas mulheres) não entendem é que não estou dizendo que nós "machos" não temos dificuldades, esse fato não tem nada a ver com o outro. Sobre os exemplos lá de cima, devemos sim lutar por mais segurança, devemos sim lutar para vestir roupas mais tranquilas em nossos trabalhos, devemos também lutar para não sermos obrigados a servir se não quisermos, assim como também devemos lutar por aposentadorias mais cedo ou mais justas, e claro, lutar também pelos direitos femininos, para que assim possamos viver em uma sociedade igualitária. Abra a mente, pesquise, se informe!

Mais informações:
Fonte da imagem – Ronaud.com: Mulheres e Violência
Uol Notícias - Sobre o Estupro
Feminismo Sempre - Sobre o Femismo